terça-feira, 4 de julho de 2017

Tóquio é eleita a cidade com melhor qualidade de vida do mundo

Além de Tóquio, outros 2 locais no Japão também estão na lista
Tóquio

Outras duas cidades japonesas se juntam a Tóquio em ranking internacional das 25 cidades com melhor qualidade de vida no mundo.

Pelos últimos 11 anos, a revista britânica de estilo de vida Monocle publicou um ranking das cidades com melhor qualidade de vida no mundo. As avaliações na Pesquisa Anual de Qualidade de Vida estabelece fatores como infraestrutura de transporte, atividades culturais, gastronomia, custos de habitação, abundância de espaços públicos e clima para empresas startup.

A Alemanha tem a maioria das entradas na lista deste ano, com 4 de suas cidades classificadas. No entanto, o Japão ficou bem perto, com 3 cidades nas 25 melhores, incluindo uma na primeira da lista.

Em 14º lugar está Fukuoka, a maior cidade na ilha de Kyushu, que ganhou sua posição graças às suas instituições educacionais, ambiente de negócios amigáveis aos empreendedores e localização no litoral.

A algumas posições acima na lista, no 12º lugar, está Quioto. Querida pela comunidade global em razão de seu patrimônio histórico e bela arquitetura, a Monocle também citou a rica cultura gastronômica da cidade, com produção de fonte local ganhando uma menção especial.

E, finalmente, no topo do ranking, como em 2016 e 2015, está Tóquio. A contínua admiração pela capital do Japão na lista da Monocle tem origem a partir de sua habilidade de misturar ” o calor de pequena cidade com a agitação de grande cidade”. Enquanto nem todo residente diria que Tóquio é “calorosa”, não há como negar que os bairros extremamente únicos da cidade formam uma contínua rede massiva de descobertas e novas experiências.

Confira a lista das 25 cidades com melhor qualidade de vida no mundo, de acordo com a revista Monocle:

1- Tóquio (Japão)
2- Viena (Áustria)
3- Berlim (Alemanha)
4- Munique (Alemanha)
5- Melbourne (Austrália)
6- Copenhague (Dinamarca)
7- Sydney (Austrália)
8- Zurique (Suíça)
9- Hamburgo (Alemanha)
10- Madri (Espanha)
11- Estocolmo (Suécia)
12- Quioto (Japão)
13- Helsinque (Finlândia)
14- Fukuoka (Japão)
15- Hong Kong (Região Administrativa Especial da China)
16- Lisboa (Portugal)
17- Barcelona (Espanha)
18- Vancouver (Canadá)
19- Dusseldorf (Alemanha)
20- Amsterdã (Holanda)
21- Singapura (Singapura)
22- Auckland (Nova Zelândia)
23- Brisbane (Austrália)
24- Portland (Estados Unidos)
25- Oslo (Noruega)
Fonte: Portal Mie com Rocket News/ Monocle

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Hanabi em Nagoya nesta segunda-feira prenuncia o verão

Festival de queima de fogos de artifício
Atsuta Matsuri

Um dos festivais mais importantes e solenes ocorre anualmente no santuário xintoísta Atsuta (Atsuta Jingu), localizado em Nagoia, chamado de Atsuta Matsuri.

Este festival comemora a proclamação imperial, emitida em 1.872, na Era Meiji.

A celebração se inicia às 10h00 e dentro das instalações são realizadas apresentações de artes marciais como esgrima, judô e kyudo (arco), além de entretenimentos artísticos. No início da noite as 365 lanternas votivas (makiwara) iluminam os portões.

Além disso, os mikoshi de vários estilos são carregados pelos caminhos do santuário xintoísta.

Para encerrar esse importante festival, há um espetáculo de fogos de artifício (hanabi), com mil tiros, para prenunciar o verão.

Atsuta Jingu
    Endereço: Aichi-ken Nagoya-shi Atsuta-ku Jingu 1-1-1
    Horário do hanabi: 19h40 a aproximadamente 20h30
    Entrada gratuita
    Local recomendado para apreciar o hanabi: estação de metrô Nishitakakura (linha Meijo)
Fonte: Portal Mie

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Festival com tapete de flores perto do Monte Fuji começa neste sábado

A shibazakura tem seis variedades de cores, incluindo pétalas rosas, brancas e azuis 
Fuji Shibazakura Festival 2017

Começou neste sábado (15) o Fuji Shibazakura Festival 2017, que todos os anos encanta os visitantes com um tapete formado por 800 mil flores perto do Monte Fuji, em Fujikawaguchiko (Yamanashi).

A entrada custa ¥600 para adultos e ¥250 para crianças, além de ¥500 pelo uso do estacionamento. Fora a bela paisagem, os visitantes também podem experimentar comidas típicas da região.

Shibazakura é uma espécie de planta rasteira com flores coloridas. O evento no Fuji Motosuko Resort vai até 28 de maio, com pico de floração no feriado de Golden Week.

As flores apresentam seis variedades de cores, incluindo pétalas rosas, brancas e azuis. A shibazakura é uma espécie natural da América do Norte, floresce de abril a maio e recebeu esse nome no Japão por ser semelhante às flores de cerejeira.



O Fuji Motosuko Resort fica a três quilômetros ao sul do lago Motosu, no endereço Yamanashi-ken Minamitsuru-gun Fujikawaguchiko-machi Motosu 212. O telefone para contato é 0555-89-3031.
Fonte: Alternativa

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Pacote de viagem Coréia e Japão

 Coreia e Japao

Coréia e Japão 2017

Saída: 03 de abril
Roteiro: Dubai, Seoul, Fukuoka, Onomichi, Imabari, Matsuyama, Kochi, Tokushima, Osaka e Tóquio.


1º Dia (03.04.17) – São Paulo                                [ – , – , – ]
Apresentação ao Aeroporto Internacional de Guarulhos às 21h30.

2º Dia (04.04.17) – São Paulo/ Dubai                   [ – , – , – ]
Partida à 1h25, no voo Emirates 262, com destino a Dubai. Chegada às 22h55, recepção e traslado ao hotel.

3º Dia (05.04.17) – Dubai                                       [ C , A , – ]
Manhã livre para atividades independentes. À tarde, meio dia de passeio pela cidade, passando pela área de Bastakiya, parte antiga da cidade, e visita ao museu Forte Al Fahidi. Continuaremos nosso passeio na travessia do canal “Creek”, seguiremos ao mercado de especiarias e de ouro, chegaremos à parte moderna da cidade, atravessando a Avenida Sheikh Zayed, passando em frente ao Burj Khalifa (maior prédio do mundo). Pararemos também na Praia de Jumeira para fotos do grande Hotel Burj Al Arab. Término do passeio no aeroporto.

4º Dia (06.04.17) – Dubai/ Seoul                          [ – , – , – ]
Embarque às 3h40 no voo Emirates 322 com destino a Seoul. Chegada às 16h55 no Aeroporto de Incheon. Recepção e traslado ao hotel.

5º Dia (07.04.17) – Seoul                                       [ C , A , – ]
Visita ao Vilarejo Folclórico Coreano, ao Vilarejo Icheon, que produz artigos em cerâmica de alta qualidade, à movimentada Rua Myeongdong e ao Mercado Namdaemum.

6º Dia (08.04.17) – Seoul                                       [ C , A , – ]
Visita ao Palácio Gyeongbok, o mais belo de Seoul e o de maior magnitude, ao Museu Folclórico Nacional e à Rua Insadong, que possui lojas de antiguidades. Tarde livre.

7º Dia (09.04.17) – Seoul/ Ilha Nami/ Seoul      [ C , A , – ]
Pela manhã, traslado de ferryboat à ilha Namiseom, local de filmagem da novela “Fuyu no Sonata”. Chegada e visita ao pequeno Jardim Temático, ao caminho de Sequóias, ao Salão de Exposições e à oficina de artesanatos. Retorno a Seoul.

8º Dia (10.04.17) – Seoul/ Fukuoka                     [ C , – , – ]
Em horário adequado, traslado ao aeroporto de Incheon para embarque com destino a Fukuoka. Chegada, recepção e traslado ao hotel.

9º Dia (11.04.17) – Fukuoka/ Onomichi              [ C , – , J ]
(Para seu conforto e segurança, as bagagens serão despachadas diretamente para o hotel em Dogo Onsen, Matsuyama. Recomendamos levar consigo o necessário para 2 noites). Dia todo de passeio pela cidade, visitando o Templo Dazaifu Tenmangu, a Torre de Fukuoka e o shopping Canal City para compras. Traslado a estação de Hakata para embarque no trem bala com destino a Shin-Onomichi. Chegada, recepção e traslado ao hotel. Jantar incluso.

10º Dia (12.04.17) – Onomichi/ Imabari             [ C , A , J ]
Passeio de telefério para visita ao Templo Senkoji. Prosseguimento pela estrada Shimanami Kaido para apreciar a bela paisagem local. Visita ao Observatório Kirosan, na Ilha de Oshima, onde é possível ver o mar de Seto. Após almoço em restaurante local, passeio pelo Museu da Toalha de Imabari. Jantar e acomodação no hotel.

11º Dia (13.04.17) – Imabari/ Dogo Onsen (Matsuyama)           [ C , – , J ]
Partida para visita ao Castelo de Matsuyama (acesso via teleférico). Passeio pela antiga rua da Vila Uchiko. À tarde, visita a Dogo Onsen Honkan. Jantar e hospedagem em ryokan (hotel em estilo japonês).

12º Dia (14.04.17) – Dogo Onsen (Matsuyama)/ Kochi               [ C, A , – ]
Café da manhã em estilo japonês e partida com destino a Kochi. Passeio pela costa de Katsurahama, visita à Caverna Ryuga e caminhada pela cidade de Kochi, passando pela ponte Harimaya. Após passeio, traslado ao hotel.

13º Dia (15.04.17) – Kochi/ Tokushima               [ C , – , – ]
Pela manhã, minicruzeiro pelo Rio Yoshino, passando pelo Vale Oboke. À tarde, visita ao Templo Kotohira-gu. Passeio pelo Jardim Ritsurin e partida para Tokushima. Acomodação no hotel.

14º Dia (16.04.17) – Tokushima/ Osaka              [ C , – , – ]
Partida com destino a Osaka. Na rota, passagem pelas pontes Naruto e Akashi Kaikyo. Chegada em Osaka, visita ao Castelo de Osaka e ao Aquário Kaiyukan. Após passeio, traslado ao hotel.

15º Dia (17.04.17) – Osaka/ Tóquio                     [ C , – , – ]
(Para seu conforto e segurança, as bagagens serão despachadas diretamente para o hotel em Tóquio). Traslado à estação Shin-Osaka para embarque no trem bala com destino a Tóquio. Chegada e traslado ao hotel. Tarde livre.

16º Dia (18.04.17) – Tóquio                                   [ C , – , – ]
Dia livre para atividades independentes. Como passeio opcional, recomendamos uma visita ao Parque das Flores de Ashikaga.

17º Dia (19.04.17) – Tóquio                                    [ C , – , – ]
Dia livre para atividades independentes.

18º Dia (20.04.17) – Tóquio                               [ C,- , – ]
Check-out do hotel às 12h00. Dia livre para atividades independentes. Por volta das 17h00, traslado do hotel ao Aeroporto Internacional Narita para embarque às 22h00, no voo Emirates 319, com destino a Dubai.

19º Dia – (21.04.17) Dubai / São Paulo               [ – , – , – ]
Chegada em Dubai às 4h15, e conexão às 8h35, no voo Emirates 261, com destino a São Paulo. Chegada em São Paulo às 16h30. Fim dos serviços.

Obs.:
Caso algum museu ou outro local turístico esteja fechado por motivos de força maior, os passeios poderão ser substituídos por outras atividades ou visitas a outros locais.

Inclui:
  • Passagem aérea internacional no trecho São Paulo/ Dubai/ Seoul e Tóquio/ Dubai/ São Paulo, em classe econômica com a Emirates Airlines.
  • Hospedagem nos hotéis mencionados ou similares.
  • Passagem aérea internacional do trecho Seoul/ Hakata, em classe econômica.
  • Refeições conforme descritas no programa, sem bebidas. Legenda: C-café, A-almoço e J-jantar.
  • Bilhete de trem, em classe econômica, para os trechos Hakata/ Shin-Onomichi e Shin-Osaka/ Tóquio.
  • Guia acompanhante saindo do Brasil falando português, guia local falando português nos Emirados Árabes, espanhol na Coréia do Sul e português ou espanhol no Japão.
  • Traslados e passeios (exceto opcionais), conforme descritos.
  • Envio de bagagens (máximo de 2 peças por pessoa): no 9° dia (de Fukuoka a Dogo Onsen Matsuyama) e no 15º dia (de Osaka a Tóquio).
  • Seguro de viagem de 19 dias (válido até 75 anos, acima dessa idade haverá adicional e/ou redução da cobertura).
Não inclui:
  • Taxas de aeroportos, combustível, etc.
  • Despesas com documentações.
  • Gorjetas para maleteiros.
  • Quaisquer despesas extras, não indicadas no programa.
Em acomodação dupla
US$ 7,680
Por pessoa (Aéreo + Terrestre)
Mínimo de 20 participantes
Suplemento single
US$ 1,960
Por pessoa (Aéreo + Terrestre)
Mínimo de 20 participantes

Obs.:
Esta é uma programação prévia. O roteiro e as condições estão sujeitos a alteração sem prévio aviso e os lugares sujeitos a disponibilidade no momento da reserva.

Informações e reservas
Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl. 1102 e 1103
Liberdade São Paulo/SP CEP 01501-050
Tel 11 3101-8193
E-mail shigoto@shigoto.com.br
Site: shigoto.com.br

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Etihad vai parar de operar voos entre Abu Dhabi e São Paulo

A empresa informa que “a atual crise econômica do Brasil afetou gravemente as viagens”

Etihad Airways

A companhia Etihad Airways informou através de um comunicado que suspenderá suas operações entre Abu Dhabi e São Paulo a partir de 26 de março de 2017.

Na nota, a empresa informa que “a atual crise econômica do Brasil aliada à forte depreciação da moeda brasileira afetaram gravemente as viagens de e para o país. O desempenho da rota ficou aquém das expectativas da empresa e a difícil decisão de suspender indefinidamente as operações locais foi tomada”.

A companhia informa que os passageiros que já fizeram reservas em voos após 25 de março receberão o reembolso total dos bilhetes ou terão opções alternativas de viagem em cooperação com a companhia aérea parceira Alitália, via Roma.

No comunicado, a Etihad diz que iniciou voos regulares para São Paulo em junho de 2013. No período, foram transportados mais de 460 mil passageiros.

Segundo a empresa, as agências de viagens parceiras deverão entrar em contato com os clientes para informá-los sobre o reembolso ou opções alternativas de viagem.
Fonte: Alternativa

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

“Coroa de neve” cobre topo do Monte Fuji com atraso recorde de 26 dias

“O Monte Fuji fica muito mais bonito quando está com neve”, disse um morador de Yamanashi 
Monte Fuji

Na manhã desta quarta-feira (26), moradores das cidades próximas ao Monte Fuji acordaram com o topo da montanha mais famosa do Japão coberto de neve pela primeira vez depois do verão.

O registro oficial foi feito pelo Escritório Meteorológico de Kofu (capital de Yamanashi), após os próprios funcionários observarem uma "coroa de neve", por volta das 6h20. A temperatura no topo da montanha era de 7°C negativos.

No ano passado, a neve foi observada com 15 dias de atraso e, neste ano, a espera bateu o recorde de 26 dias em relação à média anual. De acordo com o órgão meteorológico, a última vez que houve tanta demora foi em 1956 e os registros sobre a neve no topo do Monte Fuji existem desde 1894.

Já havia nevado no topo do Fuji na primeira quinzena deste mês, mas a quantidade não foi suficiente para deixá-lo branco.

Em uma reportagem da emissora NHK, pessoas foram vistas nas ruas de Fujiyoshida, cidade ao pé do Monte Fuji, observando e fotografando o vulcão.

“O Monte Fuji fica muito mais bonito quando está com neve”, comentou um homem na faixa dos 60 anos.

“Eu vejo a neve lá no alto e logo sinto que está na hora de me preparar para o inverno”, disse uma mulher na média de 30 anos para a reportagem.
Fonte: Alternativa

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Festival em Shizuoka enaltece tradicional penteado das gueixas

O Shimada Mage Matsuri será realizado no próximo domingo, dia 18

Shimada Mage Matsuri
Todos os anos, no terceiro domingo de setembro, o Shimada Mage Matsuri (島田髷まつり) é realizado nas ruas da cidade de Shimada (Shizuoka), com início ao meio-dia no cruzamento 7 chome da avenida Hondori. Mage é o estilo de penteado com arranjos nos cabelos, utilizados há vários séculos pelas mulheres do Japão.

Moças jovens e crianças, vestidas de yukata, com seus penteados impecáveis e cheios de adornos, dançam ao ritmo de canções folclóricas, incluindo Uchiwa Odori – A Dança do Leque, mantendo viva a tradição das origens do Shimada Mage.

O cortejo passa em frente à estação JR Shimada. Em seguida, as dançarinas seguem para Oi Jinja, Hospital de Shimada e Udaji Jinja, local de encerramento em Kaminozuka, um monumento em frente ao túmulo de Tora Gozen.

Realizado desde 1933, este festival presta homenagem à cortesã Tora Gozen, pois a ela é creditada a criação do penteado ao estilo Shimada Mage, que popularizou-se por todo o Japão. As gueixas e maikos (aprendiz de gueixa) - dois dos maiores símbolos do Japão tradicional – também adotaram esse exótico penteado.

Para compreender as origens deste penteado em Shimada, primeiro é preciso conhecer quais eram as características da região naquela época. A antiga Shimada era uma das 53 paradas ao longo da estrada Tokaido, a primeira via que interligou Edo (antiga Tóquio) a Quioto, construída em 1601 a mando do shogun Tokugawa Ieyasu.

Em Shimada passa o rio Oi, que em épocas de cheia ficava impossível transpassá-lo. Shogun Tokugawa proibiu a construção de pontes ou embarcações justamente como segurança, para retardar uma possível ação de inimigos que pudessem atacá-lo em Edo.

Com essa proibição, dois serviços prosperaram em Shimada: o de transporte através do rio Oi por "mulas humanas" e o entretenimento noturno, uma vez que era preciso esperar vários dias até que as águas abaixassem e os viajantes pernoitavam nos shukuba machi (pousadas).

A cortesã Tora Gozen passou a adotar seu próprio estilo de penteado, fixando os cabelos para cima, abusando de presilhas e laços. Apesar desse estilo ganhar popularidade entre as cortesãs de Shimada, com o passar dos anos gueixas e maikos de Quioto adotaram o penteado que hoje o mundo reconhece como marca tradicional do Japão (Nihon-Gami).

Durante muitos séculos, os cabelos das mulheres permaneceram naturais, lisos e alongados, sem nenhum adorno, ou apenas com um laço.

Foi durante o Período Edo (1603 – 1868) que os cabelos femininos começaram a ganhar mais retoques. A partir do século 17, as mulheres passaram a pentear todo o cabelo para o alto, contrapondo-se com o estilo liso e solto.

O Shimada Mage ganhou variantes com o tempo e quatro dos principais estilos são: Taka Shimada (inclui três presilhas, para jovens solteiras com menos de 19 anos); Tsubushi Shimada (para solteiras com mais de 20 anos de idade, também com três presilhas); Marumage (penteado circular para mulheres casadas); Momoware (imita um pêssego cortado, estilo adotado pelas maikos).

Confira a programação de horários e locais de apresentação de danças folclóricas:
Shimada Mage Matsuri 2016
Dia 18 de setembro, domingo, em Shimada (Shizuoka)
12h -  Início no cruzamento 7 chome da avenida Hondori
12h15 – Obi Dori Minami Hiroba
12h45 – Estação JR Shimada – Kitagawa Hiroba
13h30 – Oi Jinja
14h55 – Shimada Shimin Byouin (Hospital de Shimada)
15h25 – Udaji Jinja (encerramento)

Em caso de chuva
13h – Oi Jinja Miyabiden
14h30 – Shimada Shimin Byouin
15h30 – Udaji Jinja
Informações (em japonês):
Comitê Executivo do Shimada Mage Matsuri
Telefone 0547-46-2844
Fonte: Alternativa | Foto: Osny Arashiro

terça-feira, 19 de julho de 2016

Aquário com 8 mil peixes ornamentais e show de luzes em Osaka

O evento cria um “universo” surreal entre aquários gigantes, show de luzes e música
kingyo

A exposição de arte viva com 8 mil peixes ornamentais “kingyo” no Dojima River Forum, em Osaka, é um dos eventos mais procurados da região, não só pela beleza impressionante do cenário, mas também pelo jogo de luzes, em um ambiente refrescante neste verão.

Lançado pela primeira vez em 2007 em Tokyo, o Art Aquarium é um tipo de evento no qual milhares de peixes são distribuídos dentro de aquários, criando um cenário surreal, através de jogos de luzes. O conceito é baseado em três elementos: arte, design e entretenimento. Em quase 10 anos, tem atraído 6 milhões de visitantes.

Em Osaka, onde é realizado pela quinta vez, o espaço é o maior até agora, ocupando dois andares do Dojima River Forum. No andar superior, os visitantes podem passear pelos 200 metros quadrados do “Beautiful Japan of Universe”, em um “universo” com barulho de água, jogo de luzes e milhares de peixes.

Outro cenário, Elegance Dance, usa um aquário de cinco andares com 2 mil peixes, enquanto que um terceiro, o Infinitrium, é composto por 40 aquários, com uma altura de 2,4 metros.

No horário da noite, são servidas bebidas alcoólicas e nos finais de semana e feriados, há show de música e performance com DJ.

O Art Aquarium: Edo, Kingyo no Ryou & Night Aquarium vai até o dia 5 de setembro, com entrada das 11h às 21h. O ingresso custa ¥1.000 para adultos, ¥600 para estudantes do shougakkou e gratuito para crianças abaixo de 3 anos de idade.
Fonte: Alternativa

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Japão recebeu mais de 10 milhões de turistas estrangeiros entre janeiro e junho

Mais rotas aéreas para o Japão, flexibilização para obtenção de visto e isenção de imposto sobre consumo são alguns dos fatores que contribuíram para o aumento de turistas estrangeiros.
turistas no japao

O número de turistas estrangeiros no Japão vem aumentando a um ritmo mais rápido do que o registrado no ano passado.

Mais de 10 milhões de estrangeiros visitaram o Japão nos primeiros seis meses deste ano, segundo dados divulgados pela Kyodo na terça-feira (14).

Se o número aumentar no ritmo atual, é provável que o número seja superior a 20 milhões em 2016, segundo fontes. 

estrangeiros visitaram o Japão

O auge do turismo está em ritmo contínuo no Japão, com o número mensal de visitantes estrangeiros batendo um recorde de 2,08 milhões em abril devido à popularidade das flores de cerejeira.

Outros fatores que contribuíram para o aumento incluem mais rotas aéreas para o Japão, a flexibilização dos requisitos para obtenção de visto para visitantes do Sudeste Asiático e isenção de imposto sobre consumo para turistas.

O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe colocou turismo como um dos pilares da estratégia de crescimento econômico do país, estabelecendo um objetivo de aumentar o número de turistas estrangeiros para 40 milhões anualmente até 2020, ano dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio.
Fonte: Portal Mie com Kyodo

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Japão: Pedido de socorro no 119 em português na cidade de Izumo a partir de hoje

 Corpo de Bombeiros de Izumo

O Corpo de Bombeiros do Município de Izumo (Shimane) inova instalando um sistema de atendimento ao pedido de ambulância ou bombeiro em 4 idiomas – português, inglês, coreano e chinês. A operação do serviço tem início nesta quarta-feira (18/mai).

Esse serviço é inédito dentro da província de Shimane e teve treinamento na terça-feira (17/mai). Esse treinamento teve a participação dos intérpretes Associação Internacional. Yumi Tabata Moreira Horibe, 28 anos, simulou uma ligação para o 119 dizendo “não falo japonês”, quando o sistema entra em comunicação a 3, com participação de intérprete, para perguntar os sintomas e endereço para o envio de ambulância.

Chegando ao local, os paramédicos da ambulância fazem uso de um telefone celular chamando o intérprete. Assim, a comunicação flui para poder realizar os procedimentos com a pessoa estrangeira. “Dessa forma podemos fazer a chamada com segurança”, exclamou Yumi.

Há mais de 2 mil brasileiros residentes, sendo que o total de estrangeiros chega a quase 3 mil pessoas. A cidade investiu 800 mil ienes para a instalação desse sistema este ano e no ano que vem o valor deverá ser de 400 mil ienes.
Fonte: IPC Digital com Sankei