segunda-feira, 30 de março de 2020

Japão: pico repentino de coronavírus após adiamento olímpico gera polêmica

Parlamentares questionam se surto foi negligenciado e números maquiados enquanto país lutava para manter os Jogos, mas governo nega
adiamento olímpico

O governo do Japão e o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciaram o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021 no último dia 24. Até então, o país asiático parecia conseguir conter a pandemia de coronavírus, ao contrário de países vizinhos. Depois da suspensão da Olimpíada, no entanto, o número de infecções em Tóquio apresentou um aumento repentino, o que levantou diversos questionamentos, conforme mostra reportagem da agência Associated Press no último domingo, 30.

O crescimento no número de casos e as ações mais drásticas do governo logo após o adiamento levantaram suspeitas no parlamento e entre os cidadãos. Desconfia-se que o Japão tenha subestimado a extensão do surto e atrasado a aplicação de medidas de distanciamento social enquanto se apegava às esperanças de entregar os Jogos em 24 de julho, conforme programado.

Um dia depois do adiamento, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, pediu que os moradores da capital ficassem em casa nos fins de semana até meados de abril, dizendo que os casos confirmados do coronavírus haviam aumentado para 41 em um dia, ante 16 no início da semana. No sábado, Tóquio registrou 63 novos casos, outro recorde de um dia. Koike disse que as infecções em Tóquio estavam à beira de um aumento explosivo e que medidas mais fortes, incluindo um bloqueio, poderiam ser necessárias se a propagação do vírus não diminuir.

O ex-primeiro-ministro japonês Yukio Hatoyama fez duras acusações no Twitter. “Para causar a impressão de que a cidade estava controlando o coronavírus, Tóquio evitou tomar medidas rígidas e fez o número de pacientes parecer menor. O coronavírus se espalhou enquanto eles esperavam. (Para o governador Koike), foram as Olimpíadas primeiro, não os moradores de Tóquio”, afirmou Hatoyama.

Jogos Olímpicos de Tóquio 2021

O atual primeiro-ministro Shinzo Abe afirmou no último sábado 28 que o Japão está à beira de um grande salto nos casos. “Quando as infecções crescerem, nossa estratégia desmoronará instantaneamente”, alertou Abe. “Na situação atual, mal estamos aguentando.” Ele disse que ainda não é necessário um estado de emergência, mas que o Japão poderá a qualquer momento enfrentar uma situação tão ruim quanto nos Estados Unidos ou na Europa.

Especialistas ouvidos pela reportagem confirmaram um aumento de casos não rastreáveis ​​crescendo rapidamente em Tóquio, Osaka e outras áreas urbanas, sinais de um aumento explosivo de infecções. “Isso é somente uma coincidência?”, perguntou Maiko Tajima, um parlamentar da oposição do Partido Democrático Constitucional do Japão, durante uma sessão parlamentar no último dia 25, citando o repentino aumento.

O ministro da Saúde, Katsunobu Kato, afirmou que “não há absolutamente nenhuma relação” entre os fatos. Já o primeiro-ministro Shinzo Abe citou especialistas dizendo que um grande motivo para o aumento é o número crescente de casos que não podem ser vinculados e um salto em infecções no exterior. O primeiro-ministro disse às pessoas para “estarem preparados para uma longa batalha”.

A estratégia do Japão tem sido evitar aglomerações e rastrear rotas de infecção, em vez de testar todos. Uma diretriz divulgada no fim de semana ainda diz que os testes serão realizados de acordo com os conselhos dos médicos clínicos. Os especialistas definem um nível alto para a elegibilidade dos testes, permitindo-lhes apenas aqueles vinculados a grupos ou aqueles com sintomas, porque temem que testes em massa encham os leitos necessários para pacientes com necessidades graves e causem o colapso do sistema de saúde.

Tóquio

Números – De 18 de fevereiro a 27 de março, o Japão testou cerca de 50 000 pessoas, uma média diária de 1 270. Houve apenas um ligeiro aumento no número de testes na semana passada. Em Tóquio, menos de 2% dos que procuraram aconselhamento em uma linha direta do governo foram testados, segundo dados do Ministério da Saúde. A Coréia do Sul, por outro lado, havia testado cerca de 250 000 pessoas em meados de março.

Abe negou as alegações de que o Japão manipulou os números limitando os testes ou combinou as mortes por Covid-19 com outras mortes por pneumonia. “Estou ciente de que algumas pessoas suspeitam que o Japão esteja ocultando os números, mas acredito que isso não é verdade. Se houver um encobrimento, ele aparecerá no número de mortes.” Ele disse que os médicos disseram que pacientes com pneumonia por coronavírus podem ser detectados por tomografia computadorizada ou raios-X.

Aki-Hiro Sato, professor de ciências da informação na Universidade da Cidade de Yokohama, disse em um relatório recente que o Japão provavelmente está enfrentando uma segunda ou terceira onda do vírus vindo da Europa e dos Estados Unidos. Tóquio tem cerca de 430 casos, mas Sato estimou que mais 1.000 poderiam ter sido infectados no final de março, se a doença estiver se espalhando em um ritmo semelhante ao de outros países. Incluindo infecções assintomáticas ou leves, cerca de 10.000 pessoas podem estar infectadas, disse ele.

No domingo, o Japão tinha 2.578 casos confirmados, incluindo 712 de um navio de cruzeiro, com 64 mortes, segundo o Ministério da Saúde. Cerca de 1.000 se recuperaram. No momento, o Japão tem 2.600 leitos hospitalares designados para tratamento de doenças infecciosas, incluindo 118 em Tóquio, mas cerca de um terço deles já estão ocupados por pacientes com coronavírus, segundo Satoshi Kutsuna, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças.
Fonte: Veja

segunda-feira, 23 de março de 2020

Pela 1ª vez, Abe fala sobre possibilidade de adiar Olimpíada de Tóquio

"Se isso se tornar difícil, podemos não ter outra opção a não ser adiar os Jogos", declarou
Olimpíada de Tóquio

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, disse nesta segunda-feira (23) que adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio pode se tornar uma opção se a realização do evento em sua "forma completa" se tornar impossível.

"Se isso se tornar difícil, podemos não ter outra opção a não ser adiar os Jogos", dado o princípio da Olimpíada de colocar a saúde dos atletas em primeiro lugar, declarou.

Abe também disse no Parlamento que o cancelamento da Olimpíada, por sua vez, não está nos planos.

Horas antes, durante uma reunião de emergência, o Comitê Olímpico Internacional (COI) informou que deve intensificar seu "planejamento de cenários" para os Jogos de Tóquio 2020, incluindo o possível adiamento do evento.

O COI realizará discussões detalhadas que incluirão a possibilidade de alterar a data de início de 24 de julho devido à pandemia de coronavírus, mas enfatizou que o cancelamento dos Jogos não resolveria nenhum dos problemas nem ajudaria ninguém.

"Portanto, o cancelamento não está na ordem do dia", afirmou o COI em comunicado, acrescentando que as discussões serão concluídas nas próximas quatro semanas.

O COI está enfrentando crescente oposição à programação atual dos Jogos, já que atletas, equipes e federações pedem um adiamento por causa do surto de coronavírus.

Vários comitês olímpicos nacionais, incluindo o do Brasil, defenderam que o COI adie a Olimpíada, uma vez que a pandemia levou os países a fecharem fronteiras e causou estragos em seus preparativos.

"Esses cenários estão relacionados à modificação dos planos operacionais existentes para os Jogos em 24 de julho de 2020, e também às mudanças na data de início dos Jogos", afirmou o COI.

"O COI... iniciará discussões detalhadas para concluir sua avaliação do rápido desenvolvimento da situação mundial da saúde e seu impacto nos Jogos Olímpicos, incluindo o cenário de adiamento", afirmou.

"O COI está confiante de que finalizará essas discussões nas próximas quatro semanas", acrescentou.
Fonte: Alternativa com Reuters

segunda-feira, 16 de março de 2020

Air Canada suspende voos para Japão até 30 de junho

A companhia também anunciou medidas para voos de/para China e Coreia do Sul, atualizando situações já existentes
Air Canada

A Air Canada informou a suspensão de voos para Tóquio e Narita, no Japão, a partir do Canadá até 30 de julho. A decisão vem acompanhada da prorrogação de mesma medida para frequências em Seul, na Coreia do Sul, e Pequim e Xangai, na China, até 1º de junho e 1º de maio, respectivamente.

Além disso, voos para Hong Kong se mantém suspensos até 31 de maio. Para remarcar ou pedir reembolso dos voos já adquiridos, é necessário entrar em contato com a companhia.
Fonte: Brasil Turis

sexta-feira, 6 de março de 2020

Eventos brasileiros não escapam da onda de cancelamentos no Japão

Abe pediu colaboração de organizadores para evitar aglomerações de pessoas
Eventos cancelados

Eventos cancelados, jogos adiados, parques fechados, aulas suspensas. O Japão está se mobilizando para evitar a propagação do novo coronavírus, depois que o primeiro-ministro Shinzo Abe pediu a colaboração de organizadores para evitar aglomerações de pessoas, principalmente em ambientes fechados.

Muitos eventos da comunidade brasileira no Japão que deveriam ocorrer em março também foram cancelados ou adiados.

O evento Ponte para Olimpíada – Rio a Tóquio, organizado pelo Lions Club, em Nagoia (Aichi), previsto para o dia 20 de março, foi cancelado. Este evento vinha sendo realizado todos os anos, reunindo crianças japonesas e brasileiras para uma aula de futebol com ex-profissionais do esporte. A próxima edição será em 2021, segundo carta enviada pelo Nagoya Lions Club.

A Corrida da Amizade de Toyohashi (Aichi), na qual brasileiros costumam participar, foi adiada. Ela seria realizada no dia 15 de março, mas vai passar para uma data mais adiante, como publicou a organização sem fins lucrativos Associação Brasileira de Toyohashi (ABT) em sua página no Facebook.

O Carnaval - 3º Aniversário Marina Chieko Beauty, que estava previsto para 8 de março em Oizumi (Gunma), não vai mais ocorrer.

Até mesmo festas de confraternização estão sendo cancelados, como o churrasco que a empreiteira Sankyo Techno iria promover em Fukui no dia 21 de março.

Redução de horário
O Consulado do Brasil em Tóquio reduziu temporariamente o horário de funcionamento de sua central de atendimento telefônico. Até 19 de março, o call-center estará ativo das 9h às 13h e das 14h às 16h, às segundas-feiras, e das 9h às 14h de terça a sexta-feira. O atendimento presencial ao público, a princípio, não sofrerá alteração.

"Tendo em vista o atual cenário de surto do COVID-19 e em atenção às recomendações do governo japonês, o consulado se vê obrigado a, temporariamente, reduzir o horário de funcionamento", diz uma nota do consulado de Tóquio.
Fonte: Alternativa

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Japão mantém meta de receber 40 milhões de visitantes em 2020

O número de turistas caiu devido ao coronavírus na China, entre outros motivos
O número geral de visitantes estrangeiros no Japão caiu

O número de visitantes estrangeiros no Japão diminuiu pelo quarto mês em janeiro, impactado por um boicote sul-coreano, e reduções ainda maiores são esperadas pelo fato de o surto de coronavírus estar afetando os viajantes chineses.

A diminuição das visitas acontece meses antes de o Japão sediar a Olimpíada de 2020, mas apesar dos revezes o país disse que se atém à meta de 40 milhões de turistas estrangeiros neste ano.

“O ambiente é severo devido ao novo coronavírus, mas isso está tendo um impacto de escala global, não somente no Japão”, disse Hiroshi Tabata, comissário da Agência de Turismo do país.

O número geral de visitantes estrangeiros no Japão caiu pelo quarto mês em janeiro, segundo dados divulgados na quarta-feira, e reduções maiores estão previstas à medida que o impacto do coronavírus se fizer sentir.

As visitas de estrangeiros, incluindo viajantes de turismo e negócios, no mês recuou 1,1%, de 2,69 para 2,66 milhões, em relação ao mesmo mês do ano passado, mostraram dados da Organização Nacional de Turismo do Japão (JNTO).

A chegada de visitantes da Coreia do Sul – que está boicotando bens e serviços japoneses desde o surgimento de uma disputa comercial entre os dois vizinhos no ano passado – despencou 59% na comparação ano a ano, disse a JNTO.

O surto de coronavírus provoca preocupação com a dependência excessiva do Japão do turismo, até agora um dos poucos sucessos das políticas de crescimento do primeiro-ministro Shinzo Abe, apelidadas de “Abenomics” e adotadas sete anos atrás.
Fonte: Alternativa com Reuters

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Sakura em Chiba encanta visitantes

Cerejeiras já floridas em Chiba
Parque Hoko

Na cidade de Minamiboso, localizada na parte sul da província de Chiba, conhecida por seu clima quente, as flores de cerejeira já estão encantando os visitantes.

Em plena floração foi realizado um evento para apreciar a visualização das flores de cerejeira.

No Parque Hoko (抱湖園), são 60 pés de cerejeiras da variedade gancho (元朝桜, lê-se ganchozakura) já em plena floração.

De acordo com a associação de turismo local, elas costumam florescer no primeiro dia do calendário lunar, por isso o nome. Como o inverno está aquecido este ano, desde o mês anterior, elas floresceram um pouco mais cedo.
Parque de Minamiboso

No domingo (2) foi realizado um evento, com música, para dar o tom primaveril. Os visitantes que se deslocaram de várias cidades da região Kanto comemoraram o florescer muito antes do que outros locais.

Que tal experimentar fazer ‘hanami’ mesmo no inverno, caminhando entre as cerejeiras? A associação de turismo informou que elas poderão ser apreciadas durante todo o mês de fevereiro.

Para traçar sua rota ao Parque Hoko clique aqui.
Fonte: Portal Mie com NHK e MaruChiba

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Kitano Tenmangu: cores vibrantes de outono em Quioto

O Kitano Tenmangu faz parte de uma lista de locais de folhas de outono em Quioto e no pico da temporada ele abre seus jardins para o público

Kitano Tenmangu

O Kitano Tenmangu é um dos mais importantes dos vários santuários em todo o Japão que são dedicados a Sugawara Michizane, um estudioso e político que foi exilado de forma injusta por seus rivais políticos.

Vários desastres foram atribuídos ao espírito vingativo de Michizane após sua morte em exílio, e esses santuários foram construídos para acalmá-lo.

Sugawara Michizane está associado a Tenjin, o kami (deus xintoísta) da educação. Consequentemente, muitos estudantes visitam o Kitano Tenmangu para orar por sucesso em seus estudos. O santuário fica principalmente lotado de estudantes durante época de exames e temporadas de viagens escolares.

Michizane apreciava muito ameixeiras, e dizem que uma árvore, chamada tobiume ou ameixeira voadora, tenha o seguido de Quioto até seu exílio em Kyushu. Por causa disso, uma ameixeira sempre pode ser vista em frente a salas de ofertórios de santuários Tenmangu.

Além da árvore tobiume, o Kitano Tenmangu inclui um bosque inteiro de aproximadamente duas mil árvores que florescem de fevereiro a março.

O santuário realiza uma cerimônia do chá especial, chamada Baikasai, nesse bosque de ameixeiras em todo dia 25 de fevereiro, com a presença de maikos e geikos do distrito vizinho de Kamishichiken.

Kitano Tenmangu (北野天満宮)

Há alguns anos, o Kitano Tenmangu também se juntou à lista de locais de folhas de outono de Quioto, quando o santuário abre seus jardins para o público durante o pico da temporada de cores vibrantes de novembro a meados de dezembro. Centenas de bordos estão alinhados na margem do rio e são iluminados ao anoitecer.

Uma coisa bem legal que é realizada na área do santuário e nas ruas ao redor é um flea market (mercado de pulgas) em todo dia 25 de cada mês. Centenas de vendedores oferecem plantas, antiguidades, ferramentas, brinquedos e artesanatos, além de barracas de comida com delícias de festivais como yakisoba, karaage e takoyaki.

Acesso
Você pode chegar ao Santuário Kitano Tenmangu diretamente pelo Kyoto City Bus número 50 ou 101 a partir da estação de Quioto (230 ienes, 30 minutos). Uma rota indireta, mas talvez mais rápida durante as horas de pico, é pegar a linha do metrô Karasuma para a estação Imadegawa e tomar o ônibus número 102 ou 23 para o santuário. Em ambos os casos desça na parada Kitano Tenmangumae.

Cerimônia do chá Baikasai

Kitano Tenmangu (北野天満宮)

Horários de funcionamento:
das 5h às 18h (abril a setembro)
das 5h30 às 17h30 (outubro a março)
Entrada gratuita
Site para informações: kitanotenmangu
Clique aqui para abrir o mapa e ver a localização

Flea Market
Acontece todo 25 de cada mês das 6h às 21h

Bosque de Ameixeiras
Início de fevereiro ao fim de março das 9h às 16h
Ingresso: 800 ienes

Jardim de Bordos
Fim de outubro ao início de dezembro das 10h às 16h
Iluminação do início de novembro ao início de dezembro, do pôr do sol até as 20h
Ingresso: 1.000 ienes
Fonte: Portal Mie

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Entronização do imperador trará o mundo ao Japão

Estarão presentes dois mil dignitários de mais de 170 nações na grande semana diplomática para Shinzo Abe
imperador Naruhito

Líderes políticos e famílias reais de todo o mundo se reunirão no Japão na terça-feira (22) para presenciar a entronização do imperador Naruhito, que declarará formalmente sua ascensão.

A cerimônia será realizada pela primeira vez em cerca de três décadas e faz parte de uma série de eventos que começaram em 1º de maio, quando Naruhito assumiu o lugar de seu pai, agora o imperador emérito Akihito. Mais eventos continuarão até abril de 2020.

O evento principal será realizado no Palácio Imperial em Tóquio às 13h e vai durar cerca de 30 minutos. Vestido com uma túnica laranja, o imperador fará um discurso e declarará sua entronização.

Isso será seguido por palavras congratulatórias do primeiro-ministro Shinzo Abe e um brinde dos participantes. Uma espada e uma joia – dois dos três itens que simbolizam o status imperial – serão colocadas na mesa do Matsu no Ma, considerado o salão mais elegante do palácio.

Um total de 2.000 participantes do Japão e do exterior devem participar da cerimônia. Convidados de mais de 190 países e organizações internacionais foram convidados, incluindo líderes de estado e membros de famílias reais, para os quais serão oferecidas refeições e música clássica japonesa.

O Ministério de Relações Exteriores anunciou na sexta-feira (18) que 174 países aceitaram os convites.

A lista de convidados inclui o príncipe Charles da Inglaterra, o presidente das Filipinas Rodrigo Duterte, o vice-presidente chinês Wang Qishan e a conselheira de estado de Myanmar Aung San Suu Kyi. O vice-presidente dos EUA Mike Pence iria participar, mas foi substituído pela secretária dos transportes Elaine Chao devido a questões de agenda.

Abe, que está tomando a oportunidade para aumentar as relações diplomáticas, planeja se encontrar com 50 líderes.

A maioria das reuniões terá foco amplamente em comentários congratulatórios a Naruhito, mas alguns serão observados mais de perto. A reunião agendada de Abe com o primeiro-ministro da Coreia do Sul Lee Nak-yon na quinta-feira (24), por exemplo, marcará a conversa de mais alto nível entre os dois países desde julho, quando Tóquio endureceu os controles de exportação de materiais de tecnologia chave.

Um desfile do casal imperial Naruhito e Masako em carro aberto do Palácio Imperial à Residência Imperial de Akasaka, em um percurso de 4.6Km, foi adiado para 10 de novembro em consideração àqueles que foram afetados pela passagem do tufão Hagibis que atingiu o Japão em 12 de outubro.
Fonte: Portal Mie com Asia Nikkei

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Mais um lámen diferente no Japão, feito com piranha

Esse lámen espantoso é feito com 100 por cento de caldo de piranha, considerado o primeiro no Japão
lámen de piranha

Considerado um primeiro no mundo, esse lámen espantoso é feito com 100 por cento de caldo de piranha.

De volta a 1º de abril, o grupo japonês de criadores de eventos Holiday Jack divulgou um comunicado de imprensa anunciando que criaria o primeiro lámen de piranha do mundo.

Infelizmente, a notícia era uma brincadeira de 1º de abril, dia da mentira, mas amantes de lámen do mundo todo ficaram loucos com a ideia, respondendo com tristeza, já que não teriam esse deleite.

A resposta deixou a equipe do Holiday Jack empolgada, quando eles tentaram agradar novamente os fãs de lámen ao encontrar uma maneira de tornar esse prato realidade.

Então, eles fizeram um pedido imenso de piranha comestível do Rio Amazonas e quando a carga chegou ao Japão, a escala de 300Kg veio como surpresa até para os oficiais da alfândega no aeroporto.
ピラニアラーメン

Como a maior entrega de piranha comestível no Japão, essa carga se transformou em um momento marcante na história da gastronomia rara do país, já que ela será usada para criar o Lámen de Piranha, no que o Holiday Jack está chamando de primeiro no Japão, se não no mundo, para a indústria de lámen.

Dizem que o “primeiro caldo de piranha 100 por cento do mundo” é um parceiro perfeito para o macarrão do lámen, mas se você quiser saborear um pouco do prato raro, terá que correr já que somente 1.000 tigelas serão disponibilizadas ao longo de 4 dias a partir de setembro.

O lámen exclusivo será servido para até 100 clientes no 1º dia 1 do evento, com 300 porções disponíveis em cada um dos dias restantes.

E se comer um peixe assustador com dentes afiados não é suficiente de uma caminhada no lado da floresta, você ficará feliz em saber que ele será servido no recém-inaugurado Ninja Café e Bar no movimentado distrito turístico de Asakusa em Tóquio.

Isso significa que você também pode ter uma experiência de arremesso de estrela ninja, a shuriken. De fato, há uma variedade atividades ninja à disposição no Ninja Café and Bar, mas se você quiser saborear o Lámen de Piranha, ele estará disponível por 4 dias apenas, de 20 a 23 de setembro.

O lámen com 100 por cento de caldo de piranha será vendido ao preço de 3.000 ienes, com uma piranha inteira de topping disponível separadamente ao preço de 2.500 ienes. Isso significa que um set completo será vendido a 5.500 ienes.

Informações do restaurante
Ninja Cafe & Bar Asakusa
Horários que o Lámen de Piranha será servido:
das 17h às 21h (20 de setembro)
das 11h às 21h (21, 22 e 23 de setembro)
Site : ninja-cafe.com
Clique aqui para abrir o mapa e ver a localização
Na reportagem de fonte não foi citado se há necessidade de comprar o ticket do lámen antecipadamente.
Site para informações do evento: holiday-jack.co.jp
Fonte: Sora News, PR Times

quinta-feira, 25 de julho de 2019

Tóquio inicia contagem regressiva e apresenta medalhas da Olimpíada

Comitê Olímpico Internacional elogiou os preparativos para o evento
Medalhas da Olimpíada de Tóquio

Um ano antes de sediar a Olimpíada de 2020, Tóquio está melhor preparada do que qualquer outra cidade-sede dos Jogos, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, na quarta-feira.

Presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Bach foi à capital japonesa para participar de vários eventos de grande destaque que marcam a contagem regressiva de um ano para a cerimônia de abertura no Estádio Nacional quase finalizado. No total, só três locais de competição ainda precisam ser acabados.

Cerca de 3,22 milhões de ingressos foram vendidos durante a primeira fase de vendas domésticas no mês passado, surpreendendo tanto os organizadores que a política de vendas teve que ser reformulada.

Mais de 200 mil pessoas no Japão e no exterior também se inscreveram como voluntárias nos Jogos, mais um indício da empolgação crescente no país.

“Realmente posso dizer que nunca vi uma cidade olímpica estar tão pronta com seus preparativos um ano antes dos Jogos quanto Tóquio está”, disse Bach a dirigentes esportivos e jornalistas reunidos para uma apresentação sobre o progresso de Tóquio.

Jogos Olímpicos 2020

As comemorações incluíram a exibição do desenho da medalha olímpica, a apresentação dos “embaixadores” do revezamento da tocha, um show de tocadores de shamisen, um instrumento de cordas japonês tradicional, e discursos, inclusive do primeiro-ministro, Shinzo Abe.

“Os últimos seis anos passaram muito rápido, e estou feliz de ouvir que os preparativos foram realizados tal como planejado”, disse Abe, lembrando a concessão dos Jogos a Tóquio em Buenos Aires em 2013.

Mas o quadro nem sempre foi esse. Tsunekazu Takeda renunciou à presidência do Comitê Olímpico Japonês no ano passado após alegações de suposta corrupção em relação à candidatura olímpica, e em 2015 os organizadores tiveram que descartar o logotipo original devido a acusações de plágio.

Cifras orçamentárias divulgadas em dezembro de 2018 apontaram custos totais de 12,6 bilhões de dólares, muito acima da estimativa original de pouco menos de 7 bilhões de dólares.

A batalha contra os custos crescentes pode ser compensada pela renda de patrocínios locais, que superou 3 bilhões de dólares — mais do que em qualquer outra Olimpíada.

Tóquio também precisa acelerar suas medidas contra o calor, como áreas cobertas, áreas de espera com ar-condicionado e banheiras de gelo para os atletas, além de sprays de água.

Embora o verão atual esteja suave e chuvoso até agora, uma onda de calor recorde em julho de 2018 matou mais de 10 pessoas em Tóquio, que teve uma temperatura mensal média de mais de 30ºC pela primeira vez desde 1998, com picos de até 40ºC.
Fonte: Alternativa